top of page
Buscar
  • Mão Amiga

Avaliações Pedagógicas: Metodologia utilizada pelo Colégio Mão Amiga

Preparar o estudante desde o ensino fundamental focado em provas de seleção é o suficiente para garantir sucesso no aprendizado?

Não, não é. Não importa quantas vezes o estudante precise repetir uma prova até passar. O que importa é o que ele fará após passar, seja numa universidade, num concurso ou numa entrevista de trabalho, porque sua permanência, seu crescimento e seu sucesso daí em diante não dependem mais da capacidade de resolver questões teóricas ou de armazenar informações, e sim, das habilidades e competências que ele desenvolveu ou não durante a Educação Básica, como o hábito de leitura, a capacidade de análise e síntese, de trabalhar em equipe, saber estudar e pesquisar, comunicar-se com eficiência, sua proatividade, a curiosidade para aprender e uma base sólida dos conhecimentos.

Essas são algumas habilidades que fazem a diferença, que abrirão oportunidades, e que, a todo momento, focamos aqui no Colégio Mão Amiga, porque o caminho a ser trilhado não acaba no ENEM ou no vestibular: até chegar aí, foram dados só os primeiros passos. Procuramos preparar nossos estudantes para a vida presente e futura!

O nosso olhar para o ato de avaliar não está centrado na busca de informações quantitativas e precisas, a partir das quais são atribuídas classificações aos estudantes ou tomadas decisões unilaterais sobre suas competências, seus conhecimentos, suas possibilidades de continuar ou não aprendendo. Estamos constantemente buscando garantir a aprendizagem dos alunos, proporcionando-lhes experiências pedagógicas significativas que os tornem aptos a atender demandas complexas e a atuar no mundo.

Nesse sentido, ao avaliar cada estudante, a nossa proposta é proporcionar uma avaliação mediadora, formativa, sistemática e diversificada, avaliando o que realmente foi proporcionado como experiência pedagógica, independentemente dos instrumentos utilizados e das situações avaliativas. Com o propósito não apenas de verificar o desempenho escolar, como também contemplar a formação integral do aluno e garantir a evolução e a melhoria contínua.

Jussara Hoffmann (2012, p. 13), uma das maiores especialistas em avaliação da aprendizagem do país, destaca que: “avaliar não é julgar, mas acompanhar um percurso de vida da criança, durante o qual ocorrem mudanças em múltiplas dimensões, com intenção de favorecer o máximo possível seu desenvolvimento”. Temos um olhar personalizado, com o intuito de conhecer as dificuldades dos educandos, reconhecer seus pontos fortes e os que precisam ser melhorados, procurando desafiá-los e levá-los a conquistar autonomia moral e intelectual, pois para nós, cada aluno é único.

Compreendemos que temos em nossas mãos um SER HUMANO EM DESENVOLVIMENTO, com seus sonhos e desejos que necessitam ser transformados em projetos pessoais que possam ser realizados. Certamente não cabe apenas e essencialmente à escola a realização de tais projetos, mas não há dúvidas de que podemos compartilhar deles, incentivá- los ou impedir que desistam de seus anseios.


Equipe de coordenadores Mão Amiga.


57 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page